Análise do afetivograma a longo prazo ajuda a perceber a melhora do humor com o tratamento

O afetivograma é uma ferramenta útil para você e seu médico constatarem a real mudança de seu humor com o tratamento. Para preenchê-lo no dia-a-dia é preciso de uma boa dose de disciplina, mas o esforço é recompensado por uma clara percepção do quanto o tratamento que você vem seguindo ajudou a transformar seu humor para melhor.

Para que você tenha esta percepção, é necessário fazer o afetivograma por alguns meses, pois, como no caso que exemplifico, é necessário mais de 6 meses para você de fato ter a noção da melhora que o medicamento pode lhe trazer.

Neste caso da figura acima, a paciente iniciou o Lítio, um estabilizador de humor, quando seu humor atingiu o ápice da depressão, com sintomas de gravidade que fizeram sua pontuação passar de 60. Note como a linha vermelha, da pontuação geral do afetivograma, e a linha verde, da depressão grave, estão elevadas. Neste momento, a paciente tinha mais dias de depressão do que de eutimia, considerada normalidade ou estabilidade do humor, representada pela linha na cor rosa. Da mesma forma estavam elevadas as linhas da hipomania (amarela) e da depressão leve (azul), indicando que a paciente também passava muitos dias com esses sintomas.

No mês seguinte à introdução do litio, houve uma redução significativa e rápida dos sintomas, havendo mais dias de bom humor do que dias de mal estar. Veja como a linha vermelha (pontuação geral) cai bruscamente e a linha rosa ultrapassa as demais, da depressão à hipomania.

Porém, o mais interessante pode ser percebido nos meses subsequêntes: não só há a sustentação desta melhora, como os sintomas de humor vão decrescendo progressivamente, de forma mais módica, mas revelando uma ação prolongada do litio sobre o humor e sua estabilidade. Nunca mais os dias de estabilidade e bem estar foram superados pelos dias de tristeza, irritabilidade ou euforia.

Isto traduz na prática o que a literatura demonstra ser verdade no caso dos estabilizadores de humor. Ocorre uma melhora a curto ou médio prazo, porém a melhora a longo prazo é perceptível e fundamental para a estabilidade do humor ao longo do tempo. Isso reforça a necessidade do tratamento e do acompanhamento a longo prazo, bem como a necessidade de monitoramento contínuo do humor.

Espero que com esse exemplo esteja motivando você a fazer o afetivograma e a não desanimar do tratamento!

Faça seu afetivograma e traga-o para sua consulta, assim poderemos conversar melhor sobre você e sobre o tratamento.

Postagens relacionadas:



Autor: Dr. Leonardo Palmeira

Psiquiatra pela faculdade de medicina da UFRJ com especialização e pós-graduação em Psiquiatria pelo Instituto Philippe Pinel, Rio de Janeiro. Membro Titular da Associação Brasileira de Psiquiatria e Membro da Sociedade Internacional de Pesquisa em Esquizofrenia (Schizophrenia International Research Society) desde 2005. Autor do livro "Entendendo a Esquizofrenia.

Compartilhar →

Enviar Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Receba as postagens por eMail

Receba as postagens por eMail

Insira o seu Email abaixo para receber as postagens, notícias e comunicados do Web Site do Dr. Leonardo Palmeira.

Sua inscrição foi realizada!!

Área do Paciente – Dr. Leonardo Palmeira

Entrar







Perdeu a senha?