Entrevista do Prof. Wagner Gattaz (USP) sobre Depressão no Canal Livre

Autor: Dr. Leonardo Palmeira

Psiquiatra pela faculdade de medicina da UFRJ com especialização e pós-graduação em Psiquiatria pelo Instituto Philippe Pinel, Rio de Janeiro. Membro Titular da Associação Brasileira de Psiquiatria e Membro da Sociedade Internacional de Pesquisa em Esquizofrenia (Schizophrenia International Research Society) desde 2005. Autor do livro "Entendendo a Esquizofrenia.

Compartilhar →

4 Comentários

  1. >Muito bom! Sofro de depressão e acho ótimo esse tipo de esclarecimento sobre essa doença que ainda é tratada com tanto pouco caso por boa parte dos órgãos competentes do nosso governo. Dr. Leonardo, obrigada por nos fornecer matérias tão boas quanto essas!
    Samantha

    Post a Reply
  2. >A entrevista foi esclarecedora, sempre pensei erroneamente sobre depressão, como algo de sentimentalismo da perda de um ente querido, porém, na realidade é algo mais complexo da química cerebral. Valeria,Rio de Janeiro.

    Post a Reply
  3. >Dr. Leonardo

    Estou começando a ter informações sobre área de psiquiatria, erroneamente era visto por mim, como tratamento apenas de doneças mentais, como a esquizofrênia. Porém, com uma crise de depressão, tive que recorrer ao seu profissionalismo, com os mesmos sintomas da depressão descritos nesta entrevista . A minha dúvida é a seguinte: a depressão tem cura? ou terei de usar os medicamentos contínuos. Obrigada, Valeria

    Post a Reply
  4. >Valéria,

    depende da gravidade e do número de episódios. A depressão pode ser um problema recorrente, que chamamos de transtorno de humor (seja bipolar ou depressivo recorrente). Existem pessoas que tem vários episódios ao longo da vida. Para esses, acho que deve haver um tratamento de prevenção, que não só trate a crise, mas evite que ela reapareça. Para quem só teve um episódio, tratou por tempo adequado, parou a medicação a critério médico e está bem, é só ficar de olho. Você pode ir ao psiquiatra para uma consulta de rotina a cada 6 meses para se certificar de que está tudo bem. O mais importante é voltar aos medicamentos o mais precocemente, para evitar que a crise atinja um grau maior de gravidade. Infelizmente a maioria dos pacientes não consegue fazer isso sozinho. Um abraço!

    Post a Reply

Enviar Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Receba as postagens por eMail

Receba as postagens por eMail

Insira o seu Email abaixo para receber as postagens, notícias e comunicados do Web Site do Dr. Leonardo Palmeira.

Sua inscrição foi realizada!!

Área do Paciente – Dr. Leonardo Palmeira

Entrar







Perdeu a senha?