Medicamentos no SUS


Além dos antipsicóticos de primeira geração (típicos), o Ministério da Saúde e as Secretarias Estaduais e Municipais têm um programa de dispensação de medicamentos excepcionais, dentre eles alguns antipsicóticos de segunda geração (ou atípicos), para pacientes que não melhoram ou não toleram os efeitos colaterais dos antipsicóticos de primeira geração e precisam ser medicados com os atípicos.

Os antipsicóticos de segunda geração incluídos na lista são:

  • Risperidona (Risperdal)
  • Olanzapina (Zyprexa)
  • Clozapina (Leponex)
  • Quetiapina (Seroquel)
  • Ziprasidona (Geodon)

Eles são fornecidos gratuitamente pelo governo através de um programa conhecido como Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Portaria 2981). Fazem parte dele também quimioterápicos contra o câncer e a rejeição de transplantes.

O paciente deve estar dentro dos critérios do programa e precisa de um laudo médico e receita confirmando a necessidade do referido medicamento. Existe um formulário (LME), encontrado nas unidades de saúde, que deve ser preenchido e carimbado pelo médico assistente. Leia o passo a passo para conseguir a medicação gratuitamente pelo Estado.

→ Para maiores informações, entre em contato com a Secretaria de Saúde do seu estado ou município ou acesse o Portal da Saúde.


Área do Paciente – Dr. Leonardo Palmeira

Entrar







Perdeu a senha?