Sobre o Dr. Leonardo Palmeira

Dr. Leonardo Palmeira – Médico Psiquiatra (CRM-RJ 66712-9 • RQE 41/16215).

Minha missão é tratar meus pacientes com atenção e respeito, sabendo ouvir e atendê-los em suas necessidades, utilizando os melhores recursos da medicina e acreditando que um tratamento eficaz parte de uma relação médico-paciente de qualidade, baseada na confiança e na cooperação mútua.

Difundir o conhecimento sobre as doenças mentais, pois a informação é a principal ferramenta contra o preconceito e o estigma, e desenvolver na comunidade iniciativas de apoio aos pacientes e seus familiares, acreditando que a verdadeira recuperação da doença mental se constrói no trabalho conjunto entre profissionais de saúde, pacientes, famílias e sociedade.

Clique aqui para ver meu Currículo

Navegação rápida ↓

Residência Médica | Pesquisa | Experiência em Emergência Psiquiátrica | Experiência em Hospital Geral | Outras áreas de atuação | Experiência em consultório | Serviços oferecidos | Ultimos Congressos


// Graduação: UFRJ (1993-1998)

Meu interesse pela psiquiatria surgiu no início de minha faculdade, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, logo que comecei a estudar Semiologia, disciplina que ensina o médico a colher uma boa história (anamnese) e a fazer o exame físico, sendo capaz de formular inicialmente uma hipótese diagnóstica.

Nesta época comecei a perceber como o ambiente do paciente e a forma como ele interagia com seu meio e as pessoas interferia positiva ou negativamente com sua saúde e aprendi que uma doença física sempre vem acompanhada por questões psicológicas e sociais, mesmo que essas não sejam aparentemente preponderantes para o seu diagnóstico.

Comecei a trabalhar com o conceito amplo de saúde (modelo bio-psico-social) e fui me interessando inicialmente a aprofundar mais a anamnese nos aspectos psicológicos e sociais da pessoa. E assim foi despertando o interesse crescente pelas vivências psíquicas de meus pacientes.

Como a disciplina de psiquiatria era mais para o final da faculdade, me interessei primeiro pela clínica médica e, depois, pela endocrinologia. Fiz estágios em emergências e CTI me preparando para a prática clínica.
Após cursar psiquiatria compreendi que meu interesse pela endocrinologia estava em como as doenças endócrinas afetavam o psiquismo dos pacientes e que tratar dos transtornos psiquiátricos seria muito mais instigante e recompensador.

Estávamos na década de 90, em que a psicofarmacologia ganhou força com a descoberta dos novos antidepressivos e dos novos antipsicóticos e passou a oferecer tratamentos mais eficazes e melhor tolerados para os transtornos mentais, muitos dos quais não eram tratados no passado.

// Residência Médica: Philippe Pinel (1999-2001)

Fiz minha residência no Instituto Philippe Pinel, em Botafogo, Rio de Janeiro, onde não só aprendi a diagnosticar e tratar os transtornos mentais, como também entrei em contato com a realidade social das doenças mentais. Foi lá que comecei a participar de terapias em grupo com pacientes e familiares e a plantar a primeira semente do que no futuro seria uma das principais bandeiras de minha carreira.


// Pesquisa: UFRJ

Pouco antes de terminar minha residência médica e de ter o título de especialista em psiquiatria pela Associação Brasileira de Psiquiatria, comecei a trabalhar no Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro, o CPRJ, pequeno hospital psiquiátrico do Estado. Foi lá que iniciei o trabalho com familiares de pacientes com esquizofrenia, que quase dez anos depois daria origem ao livro “Entendendo a Esquizofrenia – Como a família pode ajudar no tratamento?”, lançado em 2009 pela editora Interciência, e ao site entendendoaesquizofrenia.com.br.

Desde minha residência médica venho estudando a esquizofrenia e outros transtornos mentais graves. Fui pesquisador do Laboratório de Esquizofrenia e Cognição do Instituto de Psiquiatria da UFRJ/IPUB por sete anos e em 2011 iniciamos no mesmo Instituto o programa de assistência e pesquisa com pacientes com transtorno mental grave e seus familiares, ampliando o trabalho do CPRJ para outros diagnósticos, como o Transtorno Bipolar.


// Experiência em Emergência Psiquiátrica (1998-2010)

Na residência médica entrei em contato com emergências psiquiátricas, uma vez que o hospital tem uma emergência aberta à população. Trabalhei posteriormente na emergência do Hospital Psiquiátrico de Jurujuba, em Niterói, no Serviço de Emergência Porta de Entrada, da CASSI, e no Hospital Estadual Carlos Chagas, adquirindo experiência ao longo de dez anos em emergências psiquiátricas.


// Experiência em Hospital Geral (2001-2010)

Trabalhei no Hospital Estadual Carlos Chagas, como psiquiatra concursado do Estado do Rio de Janeiro, por 10 anos, adquirindo experiência com a psiquiatria do hospital geral (interconsulta) e tratando de doenças físicas que afetam o comportamento e o psiquismo.

Fui psiquiatra do Instituto Nacional do Câncer (HC-I) e de hospitais da rede privada, como o Hospital Badim (Rede D´Or) e a Clínica São Vicente da Gávea (interconsulta psiquiátrica).


// Outras áreas de atuação

Ao longo de minha formação me dediquei muito também ao estudo da neuropsicologia, neuroanatomia e neuroimagem, disciplinas importantes para a pesquisa que realizava com cognição. Isto foi de grande importância para minha carreira, principalmente quando trabalhei em hospitais gerais. Adquiri experiência e conhecimento no tratamento de doenças neuropsiquiátricas, como as demências, AVE, traumatismos cranianos, epilepsia, dentre outras.

Além de cursos na área de dependência química e de formação na residência médica no tratamento do alcoolismo (Instituto Philippe Pinel), trabalhei no Centro de Recuperação Dr. Bezerra de Menezes com menores usuários de crack e outras drogas ao longo de dois anos.


// Experiência em consultório (desde 2001)

Iniciei as atividades de consultório em 2001, inicialmente em Ipanema, Rio de Janeiro. Entre 2003 e 2006 trabalhei também na Fundação Rubem Berta (Varig), atendendo funcionários e tripulantes. Em 2006, após sair da Fundação, comecei a atender na Ilha do Governador e em 2007 na Barra da Tijuca. Atualmente possuo consultório nos bairros da Barra da Tijuca e Ipanema, sendo o consultório principal na Barra.

Um referencial teórico importante na minha prática clínica é o do diagnóstico psiquiátrico dimensional, em que os diagnósticos não são estanques, mas compartilham fronteiras entre si nem sempre tão nítidas. A história e o exame cuidadoso de um paciente podem revelar as conexões entre os diferentes diagnósticos.

Uma história de tratamento mal sucedido ou a resistência ao tratamento e aos medicamentos muitas vezes está relacionada à dificuldade em explorar esse diagnóstico dimensional. Por exemplo, um paciente com Transtorno do Pânico pode não responder bem ao tratamento para o pânico se ele tiver um Transtorno Bipolar de base, cuja expressão pode ser o próprio pânico. Certamente que no exame e na história será possível perceber outros sinais e sintomas da presença do transtorno de humor. Outro exemplo é a depressão resistente aos medicamentos, que pode camuflar um Transtorno Bipolar, um Déficit Cognitivo Mínimo ou uma Doença Cerebrovascular.

O diagnóstico psiquiátrico exige uma compreensão que vai além dos sintomas mais aparentes, exigindo do psiquiatra maior investigação e observação da psicopatologia, da psicologia, do ambiente, do contexto social e da biologia de cada paciente.


// Serviços oferecidos

Atendimento especializado para adolescentes, adultos e idosos (não atendemos menores de 12 anos). Oferecemos:

- Diagnóstico e tratamento em psiquiatria:

  • Transtornos de Humor e Ansiedade: Transtorno Bipolar, do Pânico, Ansiedade Generalizada, Depressão, TOC, Fobias, Fobia Social.
  • Transtornos Psicóticos: Esquizofrenia, Transtorno Esquizoafetivo, Transtorno Esquizotípico, Outros Transtornos Psicóticos.
  • Dependência Química: alcoolismo e dependência de drogas ilícitas.
  • Transtornos do Desenvolvimento: TDAH, Autismo, Síndrome de Asperger, dentre outros.
  • Transtornos Alimentares: Bulimia, Anorexia, Transtorno de Compulsão Alimentar Periódica.
  • Transtornos Compulsivos
  • Transtornos de Personalidade

- Diagnóstico e tratamento em neuropsiquiatria:

  • Doenças Cerebrovasculares com sintomas psiquiátricos: AVE, Microangiopatia ateroesclerótica (gliose), demência vascular.
  • Demências: Alzheimer, Pick, Corpos de Lewy, Vascular.
  • Déficit Cognitivo Leve
  • Sequelas comportamentais de traumatismos cranianos
  • Transtornos de Tiques e Tourette

- Avaliação Neuropsicológica/Reabilitação Cognitiva*
- Eletroestimulação – Estimulação Magnética Transcraniana e Eletroconvulsoterapia*
- Teste de Framacogenômica*
- Psicoterapia Individual*
- Psicoeducação e Terapia de grupo*
- Atendimento Hospitalar e Domiciliar*
- Atendimento de Urgência*
- Acompanhamento de Enfermagem*
- Pericias Médicas*
- Consultorias para Empresas*

* atendimento pode requerer outros profissionais de minha confiança.


// Ultimos Congressos

2017

março – ICOSR – International Congress on Schizophrenia Research, San Diego, EUA
junho – Curso de Psiquiatria Clínica – Columbia University, New York, EUA

2016

abril – Congresso da Sociedade Internacional de Pesquisa em Esquizofrenia (6th SIRS), Florença, Itália. Apresentação do poster “Peer-support groups in the community as an evolution from a psychoeducation program: the experience from Rio de Janeiro”
maio – Open Mind Brasília – Seminário sobre Esquizofrenia (palestrante)
junho – Open Mind Rio de Janeiro – Seminário dobre Esquizofrenia (palestrante)
agosto – III Simpósio Internacional de Terapia Intensiva (palestrante): Distúrbios psiquiátricos na UTI. Rio de Janeiro
agosto – I Curso Internacional de Esquizofrenia São Paulo-SP, dia 6 de agosto de 2016 (palestrante).
agosto – XXI Congresso de Psiquiatria no Rio de Janeiro (APERJ), São Paulo – palestrante
outubro – Congresso Brasileiro de Psiquiatria, São Paulo

2015

maio – Congresso da Associação Americana de Psiquiatria (168th APA), Toronto, Canadá
maio – Curso TDAH no Adulto, APA, Toronto, Canadá
agosto – II Simpósio Internacional de Terapia Intensiva (palestrante): Distúrbios psiquiátricos na UTI. Rio de Janeiro

2014

agosto – Open Mind – Cruzando Fronteiras em Esquizofrenia (palestrante), São Paulo
novembro – Relapse Prevention in Schizophrenia (palestrante) – Congresso da Associação de Psiquiatria da América Latina (APAL), Cartagena, Colômbia

2013

outubro – Congresso do Colégio Europeu de Neuropsicofarmacologia, Barcelona, Espanha
julho – Preceptoria em Esquizofrenia, Universidade de Barcelona, Espanha
maio – Congresso Americano de Psiquiatria (APA), San Francisco, EUA
abril – Curso sobre Transtorno Bipolar no Lundbeck Institute, Skodsborg, Dinamarca

2012

outubro – Congresso do Colégio Europeu de Neuropsicofarmacologia, Viena, Áustria
setembro – GSK Brain Latam Pure, Salvador, Brasil
abril – Congresso da Sociedade Internacional de Pesquisa em Esquizofrenia, Florença, Itália
março – Lilly Neuroscience Academy, São Paulo, Brasil

2011

outubro – Congresso Brasileiro de Psiquiatria, Rio de Janeiro, Brasil
setembro – Congresso Mundial de Psiquiatria, Buenos Aires, Argentina
agosto – Congresso Latino-americano da Sociedade Internacional de Pesquisa em Esquizofrenia, São Paulo, Brasil
agosto – GSK Brain Meeting, Rio de Janeiro, Brasil
junho – Congresso Cérebro, Comportamento e Emoções, Gramado, Brasil
maio – Congresso da Associação Americana de Psiquiatria, Honolulu, Havaí, EUA


Área do Paciente – Dr. Leonardo Palmeira

Entrar







Perdeu a senha?