Jornal Extra: Tema da novela ‘Rebelde’, esquizofrenia atinge principalmente jovens.


De repente, a vilã Lucy (Ully Lages), da novela “Rebelde”, da TV Record, começou a achar que vivia em um reality show, com câmeras que a filmavam 24 horas por dia. Em seguida, passou a acreditar que seu irmão Miguel (Thiago Amaral) era um impostor. As percepções distorcidas da realidade fizeram com que a família da menina suspeitasse: Lucy pode ser esquizofrênica. Na vida real, a doença acomete principalmente os jovens.

— A esquizofrenia está relacionada a um excesso do neurotransmissor dopamina, responsável por fazer a comunicação entre os neurônios. Esse aumento da substância atinge principalmente as regiões do cérebro ligadas às emoções, à memória e ao raciocínio — explica o psiquiatra e autor do livro “Entendendo a esquizofrenia”, Leonardo Palmeira.

As causas para que a alteração aconteça são duas. A primeira é genética: uma predisposição familiar. A segunda tem a ver com o ambiente em que o jovem vive.

— Estresse ou traumas podem ativar esses genes que causam a doença. Isso acontece na adolescência porque é um momento de maiores conflitos, dificuldades para se afirmar no estudo ou em uma profissão — afirma.

O especialista também alerta: o consumo de drogas pode desencadear o surto — que tem como principais sintomas alucinações, ilusões e pensamento desordenado, que interrompem a vida social do paciente. Estudos apontam, por exemplo que o consumo de maconha antes dos 16 anos aumenta o risco da esquizofrenia 18 vezes.

— O tratamento tem três pilares: os remédios antipsicóticos, a terapia e o apoio da família. Se esses fatores funcionarem bem, a pessoa tem chances de voltar a ter uma vida ativa normal — diz.

A atriz Ully Lages, que interpreta a personagem da novela da Record, concorda.

— É importantíssimo amor e paciência dos familiares e de amigos, além do acompanhamento de um profissional, claro — diz.

No Brasil, dois milhões de pessoas têm esquizofrenia.

Como perceber?

Introspecção
Se seu filho passou a ficar mais calado, evitando amigos e sem querer ir à escola, atenção.

Estão me seguindo
Manias de perseguição também podem indicar o início do quadro de esquizofrenia.

Agressividade
Se o adolescente ficou agressivo de repente, por motivos sem importância, procure orientação médica.

Dores no corpo
O jovem esquizofrênico pode achar que está doente, sentir dores pelo corpo, arrepios, calafrios e até relatar que está “vendo” o corpo de forma diferente.

Perda de memória
Queda de rendimento no colégio ou no trabalho e lapsos de memória frequentes podem indicar que algo não vai bem.

Fonte: Jornal Extra

Compartilhe: